FARMAIS MANIPULAÇÃO
Product ID: 1352
New In stock
COMPOSTO TRATAMENTO FIBROMIALGIA 90 CÁPSULAS

COMPOSTO TRATAMENTO FIBROMIALGIA 90 CÁPSULAS

Marca: FARMAIS MANIPULAÇÃO


A Partir de:
R$ 313,70

R$ 304,29 à vista com desconto Transferência Online BB - Yapay
R$ 307,29 à vista com desconto Boleto - Yapay
 
Simulador de Frete
- Calcular frete
Frete Grátis Nas compras acima de R$ 100,00.

COMPOSTO TRATAMENTO FIBROMIALGIA 90 CÁPSULAS

 

Fórmula Nutracêutica

  • Nutracêutico
  • composto para fibromialgia
  • Ácido málico 150mg
  • Magnésio Dimalato 150mg
  • Zinco quelado 30mg
  • Coenzima Q10 300mg
  • Excipiente Qsp

Posologia

Tomar uma dose três vezes ao dia.

A fibromialgia é uma síndrome de dor crônica e difusa pelo corpo e de maneira característica, ao exame físico, observam-se pontos muito dolorosos à palpação, em locais anatômicos pré determinados, os chamados “tender points”

Diversos mecanismos patogênicos para essa condição tem sido propostos; no entanto, a fisiopatologia permanece não satisfatoriamente esclarecida. Distúrbios do sono, anormalidades no ritmo circadiano e desequilíbrio hormonal têm sido indicados como causas potenciais, e não sabemos se esses fatores são realmente importantes na patogênese da doença ou apenas encontram-se aumentados devido ao estresse orgânico.
Outra teoria mais recente sugere a presença de doença metabólica muscular de base, que leva a anormalidades nos metabólitos fosfato de alto conteúdo energético.
Estudos realizados em pacientes com fibromialgia, confirmam uma baixa concentração de alguns elementos envolvidos diretamente na produção energética celular:
ÁCIDO MÁLICO – O ciclo de Krebs é vital para a nossa existência e sem ele a produção de energia fica literalmente parada. Por isso, é essencial que tenha um fornecimento adequado de ácido málico, a fim de promover o funcionamento eficiente deste ciclo.
COENZIMA Q10 – É um carreador essencial de elétrons na cadeia respiratória mitocondrial e um potente antioxidante. Baixos níveis de coenzima Q10 têm sido detectados em pacientes com fibromialgia.
Em pacientes com fibromialgia têm sido observado sinais e sintomas associados à alteração muscular e disfunção mitocondrial, incluindo estress oxidativo. Através de estudos, comprovaram que pacientes com fibromialgia apresentam altos níveis de marcadores de estresse oxidativo no plasma. Nestes, as concentrações de coenzima Q10 apresentam-se em torno de 40% menor nas células mononucleares do sangue.
MAGNÉSIO – Foram avaliados os níveis intracelulares de ATP e dos cátions divalentes essenciais cálcio e magnésio em plaquetas de pacientes com fibromialgia e de acordo com os resultados, menos ATP foi observado nas plaquetas dos pacientes com fibromialgia e uma maior concentração de cálcio em relação aos níveis de magnésio. Existe um desequilíbrio na homeostase da sinalização metabólica do ATP plaquetário e o fluxo de cálcio e magnésio pode ser relevante na fisiopatologia da doença.
ZINCO – Os níveis de zinco também apresentam-se significativamente reduzidos em pacientes com fibromialgia.
RIBOSE – É um energizante natural. Trata-se de um açúcar com 5 carbonos, simples, encontrado naturalmente no organismo. Não é consumida pelo organismo como os outros açúcares (glicose, frutose, lactose).
A ribose é produzida endogenamente via pentose-fosfato e estimula a cascata metabólica para a produção do ATP.
Quando há deficiência de ribose na célula, esta não produz ATP. Nas doenças onde há estresse muscular, como a fibromialgia, o organismo não consegue sintetizar a ribose, tornando-a insuficiente

Segundo o Dr. Jay Goldstein, diretor do Instituto da Síndrome da Fadiga Cronica nos Estados Unidos: “O ácido málico é seguro, barato e deve ser considerado em uma abordagem terapêutica válida para pacientes com fibromialgia e síndrome da fadiga crônica.

Um estudo de 6 meses conduzido por cientistas do Departamento de Medicina da University of Texas Health Science Centre – EUA, examinou a eficácia de uma dosagem significativa de ácido málico e magnésio por dia, em 24 pacientes com fibromialgia. Metade dos pacientes receberam o tratamento, e outra metade apenas placebo.
No final do estudo, todos os pacientes tratados com ácido málico e magnésio experimentaram melhoras significativas nos seus sintomas, incluindo menos dor, rigidez muscular, e perspectiva mental mais positiva, sem quaisquer efeitos colaterais. Dr. Russel que liderou a pesquisa de cientistas concluiu: “os dados sugerem que o ácido málico e magnésio são seguros e podem ser benéficos no tratamento de pacientes com fibromialgia.

 

Produto autorizado para comercialização em todo o território nacional através do anexo I da RDC 27/2010, em conformidade com a RDC 23/2000 da ANVISA.

Venda sob prescrição de profissional habilitado, podendo este ser o nosso farmacêutico de acordo com a Resolução 585/2013 do Conselho de Farmácia. Consulte-o!

QUALIDADE

Possuímos profundo compromisso com a qualidade dos insumos e processos utilizados na manipulação de nossas fórmulas. Participamos do Sistema Nacional de Monitoramento Magistral, fazemos análises e controle de qualidade de insumos e produtos farmacêuticos, através de ensaios físico-químicos de natureza qualitativa e quantitativa, além de ensaios microbiológicos.

ORIENTAÇÕES GERAIS

  • Nunca compre medicamento sem orientação de um profissional habilitado;
  • Imagens meramente ilustrativas;
  • Em caso de hipersensibilidade ao produto, recomenda-se descontinuar o uso e consultar o farmacêutico e ou médico;
  • Não use o medicamento com o prazo de validade vencido;
  • Manter em temperatura ambiente (15 a 30ºC). Proteger da luz, do calor e da umidade. Nestas condições, o medicamento se manterá próprio para o consumo, respeitando o prazo de validade indicado na embalagem;
  • Todo medicamento deve ser mantido fora do alcance das crianças;
  • Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas ou no período de amamentação sem orientação médica;
  • Embora não existam contraindicações relativas a faixas etárias, recomendamos a utilização do produto para pacientes de idade adulta;
  • Siga corretamente o modo de usar;

Nossos farmacêuticos estão aqui para orientar em relação a quaisquer dúvidas em relação a este e outros produtos;

Utilize o canal: farmacêutico@farmaistremembe.com.br

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

As Referências Bibliográficas se encontram em nosso departamento técnico farmacêutico, baseadas nas literaturas e materiais de nossos fornecedores.

Deixe seu comentário e sua avaliação


Características